Domingo, 22 de Maio de 2022 19:49
(66) 98420-9136
Justiça Conhecimento

TJMT promove Seminário sobre Políticas de Atenção às Pessoas Egressas do Sistema Penitenciário

-

29/10/2021 16h24
Por: Reportagem Fonte: TJMT
Discutir a importância da articulação para uma política penal carcerária é o objetivo do I Seminário Estadual sobre Políticas de Atenção às Pessoas Egressas do Sistema Penitenciário de Mato Grosso. Promovido pelo Programa Justiça Presente e o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), por meio do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Penitenciário (GMF-MT).
 
O evento será realizado nos dias 16 e 17 de novembro das 08h30 às 17h e ocorrerá no formato virtual. Também terá transmissão pública pelo canal do YouTube do Grupo de Estudos em Direitos Fundamentais e Interdisciplinaridade da Universidade Estadual de Mato Grosso (GEDIFI). Acesse abaixo os links das transmissões:
 
Dia 16 veja e ative a notificação do evento AQUI 
 
Dia 17 veja e ative a notificação do evento AQUI 
 
O GMF do TJMT tem como supervisor o desembargador Orlando Perri e o seminário é resultado do desdobramento da parceria entre este o grupo e a Universidade de Mato Grosso (UNEMAT), por meio do Projeto de Extensão “UNEMAT e GMF: repensando o cárcere”, vinculado ao Campus Universitário de Diamantino e Alto Araguaia e ao Núcleo Pedagógico de Rondonópolis, através do Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão Edileusa Gimenes e Moralis (NUEPE), Núcleo de Pesquisa em Direitos Fundamentais (NUPEDF) e Grupo de Estudos e Pesquisa em Direitos Fundamentais e Interdisciplinaridade (GEDIFI/UNEMAT/CNPq).
 
Além disso, faz parte do programa Justiça Presente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em parceria com Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), que tem quatro eixos de atuação concomitantes, como a superlotação carcerária, a socioeducação, a cidadania dentro e fora dos presídios e a solução de tecnologia e sistemas. O intuito é mobilizar a rede de articulação do Estado e abordar a importância da rede para a política penal e carcerária.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.