Quarta, 19 de Janeiro de 2022 15:38
(66) 98420-9136
Geral Mato Grosso

Corpo de Bombeiros utiliza três aeronaves para controlar incêndio em Chapada dos Guimarães

O Corpo de Bombeiros empenhou uma equipe de 101 militares e civis na força-tarefa de combate às chamas

21/08/2021 08h18 Atualizada há 5 meses
Por: Reportagem Fonte: Secom Mato Grosso
Montanhas da Área de Proteção Ambiental (APA) do Parque Florestal. - Foto por: Assessoria|CBM-MT
Montanhas da Área de Proteção Ambiental (APA) do Parque Florestal. - Foto por: Assessoria|CBM-MT

Equipes do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT) estão atuando para apagar um incêndio de grandes proporções, que teve início no final da tarde desta quinta-feira (19.08), em Área de Proteção Ambiental (APA) do Parque Florestal, em Chapadas dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá. Três aeronaves Air Tractor estão operando e realizando vários lançamentos d’água para apagar o fogo.

 

Segundo o plano de ação do CBM, novas equipes foram enviadas nesta sexta-feira (20.08) para fortalecer o combate; 45 militares estão trabalhando para controlar as chamas. Um ponto de apoio foi estruturado no Aeroporto Bom Futuro para o abastecimento dos aviões e outro na pista do 2° Pelotão Independente, no município de Santo Antônio de Leverger. Além disso, um helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) entrou em ação para realizar o reconhecimento das áreas com maior incidência de fogo e colocar militares em pontos estratégicos onde o acesso é inviável pela terra.

 

O reflexo deste incêndio pode ser percebido durante o período da manhã em Cuiabá. O céu da Capital foi tomado por uma cortina de fumaça vinda dos incêndios em Chapada dos Guimarães, que ainda permanece presente nesta tarde.

 

Com a baixa umidade do ar e vento forte, que dificultam o trabalho de combate, o fogo tem maior facilidade de propagação na vegetação. O CBM ainda não sabe qual é a origem deste incêndio, neste momento a prioridade é apagar as chamas.

 

Nesta ação de combate, o CBMMT conta com apoio de 36 brigadistas e duas aeronaves do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Outra equipe com 8 brigadistas da Defesa Civil, condutores de caminhão pipa e piloto de motocross, totalizando 101 militares e civis na força-tarefa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.