Domingo, 22 de Maio de 2022 19:16
(66) 98420-9136
Cidades CONSUMIDOR

Procon Primavera cita empresas com mais reclamações

O coordenador Henrique Amaral orienta o consumidor sobre práticas abusivas

24/01/2022 16h23
Por: Reportagem Fonte: Prefeitura de Primavera do Leste
Reprodução
Reprodução

Demora na fila da Caixa Econômica além do que determina a lei, que são 15 minutos, aumentos exorbitantes nas contas de água e energia, alteração de planos de telefonia sem o prévio consentimento do cliente. Essas são as reclamações recorrentes ao Procon de Primavera do Leste, segundo a análise do coordenador Henrique Amaral.

Em visita a Caixa Econômica, Henrique Amaral foi informado de que a mudança de horário, inicialmente de 8 às 13 para 9 às 14 fez com que muitos desinformados viessem no antigo horário o que ocasionou uma espera mais longa antes de entrar na agência e, “já nas dependências da Caixa, nesse período de férias aumenta muito a demanda, além de que a agência de Primavera atende outros municípios e, naturalmente cresce o volume de serviços”.  

A Caixa tem a previsão de mais três funcionários admitidos no último concurso para melhorar o atendimento.

Quanto a majoração nas contas de água e energia não há uma explicação plausível por parte das concessionárias, conforme Amaral, “se não pagar, corta o fornecimento e o usuário, vivendo esse momento de dificuldades, enfrentando o desemprego, muitas vezes se sente agredido na sua dignidade, porque água e energia são essenciais para a sobrevivência das pessoas e, alguns boletos passaram de cem reais para cento e oitenta, sem nenhuma explicação”.

A telefonia, Segundo Amaral, altera o plano sem prévia negociação com o cliente, “pode ser que a mudança seja melhor, tenha mais vantagens, entretanto, é imprescindível a aprovação de quem contratou os serviços, isso é respeito com quem confia nos serviços ofertados”.

Empréstimos consignados

Além das reclamações envolvendo o dia a dia das pessoas, o Procon de Primavera do Leste é sempre procurado pelas pessoas que tem empréstimos consignados e, alvo dessas ofertas de crédito por parte das instituições financeiras são os aposentados e pensionistas.

Os aposentados e pensionistas chegam até o Procon para reclamar dos descontos da sua aposentadoria, muitas vezes um valor que eles desconhecem. Analisando os casos, o Procon identifica imediatamente a prática abusiva de descontos sem o conhecimento e a autorização do consumidor.  

A maior dificuldade nessas situações é que os consumidores só buscam o Procon depois que já foram descontados pelo menos 03 (três) parcelas do empréstimo, caracterizando uma certa autorização para a financeira cobrar o pagamento.

A prática é bastante comum no mercado, embora poucos aposentados e pensionistas recorrem ao Procon para reclamar de suas demandas. Mesmo que o número de reclamações possa ser reduzido, vale ressaltar a importância da matéria pela grande vulnerabilidade que é este tipo de consumidor.

Para Amaral, uma orientação importante é sempre ter a presença de algum familiar, que possa analisar sobre propostas de créditos no momento de assinar um contrato, evitando assim “dores de cabeça futuras”.

O PROCON aconselha aos aposentados e pensionistas que:

1) Ao fazer empréstimo que deem preferência pela contratação física e não por telefone;

2) Tome cuidado com seus dados, não os forneça para pessoas estranhas ou empresas sem procedência;

3) faça uma pesquisa sobre o correspondente bancário;

4) Não confirme a contratação de nenhuma modalidade de empréstimo caso não tenha solicitado; 

5) Sempre que houver necessidade de denúncia junto ao Procon, o cidadão deverá tazer, além de seus documentos pessoais o extrato do INSS.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.