Quinta, 09 de Dezembro de 2021 00:33
(66) 98420-9136
Economia LE DONNE DELL'AGRO

Fruticultura de Mato Grosso é destaque em evento nacional do agronegócio

CEO da Futura Farm, Ramiro Azambuja, falou da produção de frutas no estado, em especial a pitaya em Chapada dos Guimarães e Nova Mutum

25/11/2021 17h29
Por: Especial para o Âncora Notícias Fonte: Assessoria de Imprensa
Assessoria
Assessoria

O agronegócio mato-grossense, com foco na fruticultura e como futuro para pequenas propriedades, foi um dos destaques do Le Donne Dell’Agro, evento que está acontecendo nesta quinta e sexta-feira (25 e 26.11), em Foz do Iguaçu (PR). Durante a solenidade de abertura, o CEO da Futura Farm, Ramiro Azambuja, falou da produção de frutas no estado, em especial a pitaya em Chapada dos Guimarães e Nova Mutum.Segundo Ramiro, a pitaya começou a ser produzida há poucos anos em Mato Grosso e está em um momento de expansão. A produtividade média fica acima de 60 toneladas a cada hectare plantado, com um custo de implantação que hoje pode ficar em torno de R$ 250 mil por hectare. O estado tem em torno de 30 produtores da fruta, com período de colheita de outubro a maio."Os produtores de pitaya em Mato Grosso são, em sua maioria, pequenos", diz Ramiro, que tem buscado inovar com tecnologia de ponta e uma nova modelagem que permitisse a ocupação de pequenas áreas com uma cultura de valor agregado. Com tecnologia, a empresa prevê ampliar a produção para o próximo ano. Já estão sendo preparados mais de 300 hectares pra fruticultura de valor agregado, além do programa de integrados. "Mato Grosso está na vanguarda e na produção da fruta com a finalidade de aumentar essa cultura cada vez mais", comenta Ramiro.Ele reforça que a produção mato-grossense é toda sustentável. "As grandes áreas e agricultores estão resolvidos, com incentivo e mercado pré-estabelecido. Nosso desafio é pensar nas pequenas propriedades e na agricultura familiar. Por isso estamos buscando pesquisa, formar mão de obra, integrar as pequenas propriedades e dividir experiências a fim de termos volume pra atender o mercado", destaca o CEO.Ramiro possui 15 hectares de plantação de pitaya em Chapada dos Guimarães e Nova Mutum, com previsão de expansão para mais de 30 hectares em 2022. São 1.600 mudas por hectare, em média, com cada uma produzindo cerca de 50 quilos da fruta por ano, a partir do segundo ano. "A produção de frutas é promissora, já que não há limitação de consumo. Estamos animados e investindo nisso, tendo em vista que já iniciamos a plantação de pequi e rambutan", acrescenta.A Futura Farm é pioneira na implantação da tecnologia de suplementação luminosa da Fienile, do Grupo Fienile, hoje representada em Mato Grosso pela Cerrado Holding, já com resultados extraordinários na lavoura."Esse modelo está se tornando cada vez mais sustentável. A aplicação de tecnologias, a exemplo da suplementação luminosa e da nano tecnologia, promete revolucionar as propriedades da porteira para dentro, em especial na melhoria da produtividade, na qualidade da produção e na economia", conclui Ramiro.  LE DONNE DELL'AGROEntre os palestrantes de relevância nacional e internacional do Le Donne Dell’Agro estão: o produtor rural Alysson Paolinelli, ex-ministro da Agricultura, atual presidente executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho), e indicado ao Prêmio Nobel da Paz no ano de 2021 pela sua trajetória de dedicação à agricultura tropical sustentável, à segurança alimentar e às tecnologias que ajudaram o Brasil a se tornar um grande exportador.Na programação também se destacam mulheres empreendedoras no Brasil dentro e fora do Agronegócio: Andrea Cordeiro - Especialista em agronegócios pela ESALQ/USP;Aurea Imai - Head hunter de executivos C-level; Maria YovanaJede – especialista em Holding, de Sorriso, MT; Marcia Piatti – produtora rural de grãos e sócia-proprietária da Fazenda Quatro Filhas, em Céu Azul, PR;  Talita Cristina Pereira – Coordenadora do Movimento Agroligadas no Paraná; Terezinha Busanello Freire – Coordenadora Estadual do programa de Turismo Rural do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná IAPAR – EMATER (IDR-Paraná); Lays Amaral – Mestre em Gestão  Sustentabilidade e Tecnologias e diretora de comércio e serviços da Associação Comercial de Foz do Iguaçu (ACIFI); Márcia Carneiro – agricultora em Luis Eduardo Magalhães na Bahia; Marina Silva – deputada federal pelo Piauí; Roberta Paffaro - AgroInfluencer, Jornalista, Economista e especialista em Agronegócio, Gestão de Risco em Commodities Agrícolas; e Rosa Jeronymo – primeira dama de Foz do Iguaçu, PR.

 
 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.