13°C 33°C
Primavera do Leste, MT
Publicidade

Em visita a Poconé, entidades públicas discutem ações para enfrentamento aos incêndios no Pantanal

Presidente da Comissão de Meio de Ambiente e do Observatório Socioeconômico da Casa de Leis, deputado Carlos Avallone (PSDB), liderou a comitiva

03/07/2024 às 18h05
Por: Especial para o Âncora Notícias Fonte: Assembleia Legislativa - MT
Compartilhe:
A atuação hoje está concentrada em dois incêndios na região do Pantanal. Enquanto uma das frentes de trabalho está mais avançada, com o fogo praticamente extinto, a outra ainda exige bastante atenção e esforços concentradosFoto: MARCOS LOPES / ALMT
A atuação hoje está concentrada em dois incêndios na região do Pantanal. Enquanto uma das frentes de trabalho está mais avançada, com o fogo praticamente extinto, a outra ainda exige bastante atenção e esforços concentradosFoto: MARCOS LOPES / ALMT

A Assembleia Legislativa, por meio da Comissão de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Recursos Minerais e da Comissão Especial de Observatório Socionômico, promoveu mais uma ação de planejamento para enfrentar os incêndios florestais no Pantanal mato-grossense. Na última terça-feira (3), o presidente dos dois colegiados, deputado Carlos Avallone (PSDB), liderou uma comitiva até Poconé para discutir ações necessárias para manter a situação no bioma controlada.

Em reunião com o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBM/MT), foram expostas as dificuldades encontradas. “O Pantanal traz para nós o desafio característico do terreno, uma planície alagável. Isso dificulta o acesso. A maioria dos locais onde estão os focos de incêndio hoje só se acessa via embarcação ou aeronaves e isso dificulta o combate. Nos locais onde a gente consegue levar uma estrutura maior de maquinário, a gente tem mais sucesso e consegue combater incêndios com mais celeridade”, avaliou o diretor operacional adjunto BM, tenente-coronel Rafael Ribeiro Marcondes. 

Ele também falou do problema de comunicação enfrentado na região. “A comunicação fica estrita ao alcance dos rádios e isso dificulta. Quando a gente espalha as equipes no terreno, a gente precisa ter informação o quanto antes das ações que estão sendo desenvolvidas. Então, a internet via satélite é uma ferramenta importante. A gente conseguiu um pouco com o Sindicato Rural de Poconé, o que tem suprido as necessidades numa frente de incêndio, mas a gente precisa ampliar isso. Serão distribuídas equipes de maneira estratégica em todas as regiões do Pantanal e a gente precisa estabelecer esse link de comunicação”, reivindicou o bombeiro militar.

Foto: Reprodução/Assembleia Legislativa - MT
Foto: Reprodução/Assembleia Legislativa - MT

Hoje a corporação atua para combater dois incêndios na região do Pantanal. Enquanto uma das frentes de trabalho está mais avançada, com o fogo praticamente extinto, a outra ainda exige bastante atenção e esforços concentrados. Ainda assim, a situação é considerada sob controle no estado, essa condição foi atribuída a todo o trabalho feito antes do início do período de seca. 

“A gente está trabalhando desde novembro para traçar essas estratégias em conjunto o produtor rural, Corpo de Bombeiros, Sema [Secretaria Estadual de Meio Ambiente], tanto na prevenção como no primeiro combate efetivo e rápido a qualquer foco de incêndio no Pantanal. O primeiro foi há cerca de 30, 40 dias e conseguimos debelar rapidamente. Ele poderia ser muito maior se a gente não tivesse feito esse trabalho com apoio do governo do estado, que disponibilizou maquinário da Sinfra [Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística] para fazer aceiros, abrir estradas. E quiçá nós já estaríamos na mesma situação de Mato Grosso do Sul hoje”, disse o presidente do Sindicato Rural de Poconé, Raul Santos Costa Neto. 

Os esforços para que a situação não fuja de controle seguem, como explicou a secretária adjunta de Obras Rodoviárias da Sinfra, Nívea Calzolari. “Nós estamos fazendo estradas vicinais nos locais determinados pelo Corpo de Bombeiros, estamos limpando [esses terrenos] e fazendo aceiros para evitar que nos locais onde já têm pontos de fogo isso não se propague. A gente está tentando interceptar, por exemplo, algumas manchas de Mato Grosso do Sul para cá. Estamos fazendo reservatórios para que os animais possam beber água e servir de apoio para os Bombeiros encherem os caminhões-pipa”, descreveu. “Também aqui nesta fazenda estamos fazendo a ampliação da pista de pouso para que aeronaves de maior porte possam descer nesta fazenda”, completou, no espaço da obra.

“Nós precisamos estar todos integrados sob o comando do Corpo de Bombeiros, que conhece o Pantanal e os problemas do bioma. [Com] o pantaneiro e o bombeiro juntos nós vamos saber como combater o incêndio. Eles precisam de condições, que são dadas pela Sinfra. Nós precisamos de mais equipamentos e precisamos continuar liberando as estradas vicinais para que os Bombeiros tenham acesso aonde pega fogo. A gente sabe onde normalmente acontecem esses incêndios e nós já estamos nos preparando. Os Bombeiros estão fazendo isso com muita competência. A Prefeitura de Poconé já assumiu uma grande estrada vicinal que vai sair de Porto Cercado e vir até a Transpantaneira. Estamos trazendo mais equipamentos para cá, que vão abrir mais algumas vicinais”, resumiu o deputado Carlos Avallone.

“Todas essas negociações, esse empenho de várias agências e envolvimento de autoridades é muito importante, porque nesse momento a gente consegue levantar recursos, somar esforços também até juntamente com os proprietários rurais para fazer frente às demandas que vão surgindo “, concluiu o tenente-coronel BM Rafael Ribeiro Marcondes.

A visita técnica percorreu a rodovia Transpantaneira, estrada que cruza a região do Pantanal mato-grossense. A estrada já recebeu quatro poços artesianos e há previsão de instalação de mais dois. Junto a eles serão construídos reservatórios para armazenamento de água.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Primavera do Leste, MT
15°
Tempo limpo

Mín. 13° Máx. 33°

14° Sensação
0.44km/h Vento
57% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h04 Nascer do sol
06h22 Pôr do sol
Qui 33° 15°
Sex 35° 17°
Sáb 35° 17°
Dom 36° 18°
Seg 36° 18°
Atualizado às 05h36
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 -0,09%
Euro
R$ 5,91 -0,06%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,32%
Bitcoin
R$ 374,501,55 +0,59%
Ibovespa
129,110,38 pts -0.16%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade